R$90,00

3x de R$30,00 sem juros
Ver meios de pagamento
Descrição
Povoação de São Lourenço é uma comunidade quilombola composta por aproximadamente 300 famílias e conhecida em Pernambuco pelo protagonismo das mulheres como pescadoras artesanais - marisqueiras - e artesãs. Distante cerca de 66 quilômetros da capital Recife, o quilombo está situado no litoral e zona da mata norte de Pernambuco, no distrito de Tejucupapo, município de Goiana, beirando o mar. A origem do quilombo de São Lourenço remonta ao século XIX, quando famílias de negros e negras alforriados/as chegaram à região e lá se fixaram para viver. Outras famílias vindas de engenhos próximos a Goiana e Itamaracá também foram chegando após a abolição e constituíram morada, formando um bairro rural negro. Contam os anciãos e anciãs que, nesta época, a base de subsistência coletiva era a agricultura, a pesca, a extração de mariscos e o trabalho nas usinas de cana-de-açúcar da região. As atividades artesanais como a renda feita pelas mulheres têm origem neste período. Através de suas atividades diárias como marisqueiras, as mulheres quilombolas constroem um importante conhecimento local sobre o ecossistema estuarino e suas características, como a qualidade ambiental dos rios e manguezais. Este conjunto de conhecimento é a base da produção artesanal que transforma as conchas de mariscos em objetos artesanais como colares, pulseiras e demais adornos femininos. Para esta criação, observam os elementos materiais e simbólicos do seu cotidiano, a exemplo das redes de pesca e das ruas enfeitadas com as cascas dos mariscos, que espalham-se pela comunidade e “forram” de branco seus caminhos. As quilombolas da povoação de São Lourenço tecem, a partir do conhecimento rendeiro de suas anciãs, e entrelaçam conchas de mariscos nas redes de significados e beleza que formam o rico artesanato do quilombo.